O impacto positivo dos engenheiros no processo de UX Design

Eduarda Porto
Eduarda Porto
person using gray laptop

Por que a participação dos engenheiros nos processos de UX beneficia o desenvolvimento de produtos?

No cenário atual de desenvolvimento de produtos, a ideia de que os engenheiros devem se manter apenas no seu domínio – o código – é cada vez mais questionada. A interação direta entre os criadores do produto e os usuários finais tem se mostrado não só valiosa, mas essencial para o sucesso dos negócios. Vamos explorar como essa prática não só enriquece o desenvolvimento, mas também pode ser uma força poderosa para minimizar esforços desnecessários e amplificar a entrega de valor.

A Mentalidade Tradicional versus a Entrega de Valor

Muitas organizações ainda operam sob a crença de que o desenvolvedor é mais produtivo quando isolado do mundo exterior, focado exclusivamente na geração de linhas de código. O raciocínio é simples: desenvolvedores foram contratados para codificar, e qualquer atividade fora disso é uma distração. No entanto, essa visão negligencia um ponto crucial – o valor não vem apenas da quantidade de código produzido, mas da sua relevância e impacto para o usuário final.

Cada linha de código que entra em produção carrega consigo uma promessa de manutenção futura e adaptabilidade. Se não estiver alinhada com as necessidades reais dos usuários, essa promessa se torna uma dívida técnica. Garantir que cada função e feature agregue valor real se torna essencial, não apenas uma boa prática.

cultura de UX
Photo by ThisIsEngineering on Pexels.com

Você conhece o Ideativo Inova? Trabalhamos para capacitar a equipe técnica de engenheiros a trabalhar a usabilidade e experiência do usuário no seu dia a dia.


O papel do engenheiro na UX

Os engenheiros que compreendem o contexto dos usuários tendem a construir soluções mais alinhadas com as necessidades reais, reduzindo a necessidade de correções demoradas e redesenhos. Quando um engenheiro entende os desafios, frustrações e desejos dos usuários, ele vai além de apenas criar algo que funciona conforme planejado, desenvolvendo soluções que efetivamente resolvem problemas reais dos usuários.

Lean Thinking: Menos desperdício, mais valor!

Seguindo os princípios Lean, qualquer processo que não contribua para o valor percebido pelo cliente é considerado desperdício. Código que não é utilizado, funcionalidades que não resolvem problemas reais, e um produto inchado são exemplos claros de esforços que não convertem em valor. Incentivar os desenvolvedores a interagirem com os clientes pode, portanto, tornar-se um instrumento poderoso para a criação de produtos mais enxutos e focados.

Quais os 5 princípios do lean thinking?

Os cinco princípios fundamentais do Lean Thinking são os seguintes:

  1. Definir Valor: O primeiro passo é entender o que valor significa para o cliente. Isto é, identificar exatamente o que o cliente precisa e está disposto a pagar.
  2. Mapear o Fluxo de Valor: Este princípio envolve analisar todas as atividades e processos necessários para entregar o produto ou serviço ao cliente, identificando quais passos realmente agregam valor, conforme definido pelo cliente, e quais são desperdícios.
  3. Criar Fluxo Contínuo: Após identificar o que é e não é valor, o próximo passo é garantir que os processos que agregam valor fluam de maneira suave e eficiente, sem interrupções, atrasos ou gargalos.
  4. Estabelecer Produção Puxada: Em vez de produzir com base em previsões, a produção é baseada na demanda real do cliente. Isto é, os produtos são feitos e os serviços são fornecidos apenas quando há uma demanda real, evitando excesso de produção e estoque.
  5. Buscar a Perfeição: Lean é uma jornada contínua de melhorias. O objetivo é aperfeiçoar continuamente os processos, buscando sempre reduzir o desperdício e aumentar o valor para o cliente. Isso envolve a constante avaliação e ajuste dos processos.

Estes princípios são a base para a criação de sistemas mais eficientes e produtos de maior valor, alinhados com as necessidades reais dos clientes.


Semanal entre a equipe técnica de engenheiros e UX discutindo questões de responsividade e aplicativos nativo.

Case de mercado

A Ideativo se destaca na consultoria para diversas empresas e nichos de mercado, promovendo soluções especializadas para otimizar a experiência do usuário. Em uma colaboração única, trabalhamos lado a lado com uma equipe de negócios de uma empresa, desempenhando o papel de UX, enquanto uma outra empresa parceira se dedicava a programação.

Lidar com diferentes perfis é um desafio, especialmente quando envolve CNPJs distintos. Destacamos estratégias-chave que fizeram a diferença nessa colaboração:

  1. Autonomia e tomada de decisão rápida: Cada gestor desfrutou de liberdade e autonomia, agilizando processos e acelerando a implementação de decisões cruciais.
  2. Reuniões estratégicas semanais: Semelhantes às diárias do Scrum, implementamos reuniões semanais entre os diferentes CNPJs. Isso fortaleceu a colaboração, permitindo discussões estratégicas e alinhamento contínuo.
  3. Integração eficiente com engenheiros: Estabelecemos uma sinergia única entre designers e engenheiros, promovendo uma verdadeira parceria, mesmo à distância. O acesso direto a eles foi essencial para essa integração fluida.

Essas práticas não apenas simplificaram a colaboração entre empresas, mas também impulsionaram benefícios significativos para o projeto. Saiba mais sobre essa experiência e descubra insights valiosos ouvindo o episódio exclusivo do Ideativo Cast.


Conclusão

Conectar a engenharia aos usuários não é apenas uma estratégia para produtos de maior sucesso; é uma filosofia que redefine a natureza do desenvolvimento de software. Ao ajustar nossa percepção do que constitui “trabalho produtivo” para os engenheiros e redefinir a métrica de valor, podemos dar um passo significativo em direção à eficiência, inovação e sucesso no mercado competitivo de hoje. Devemos perguntar não apenas “o que” a engenharia está produzindo, mas “para quem” e “por quê”.


Quer saber mais e aplicar esses conceitos com a sua equipe?


Curtiu? Deixe sua avaliação

É só um clique 😉

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Gostou? Então, cadastre-se para receber nossos conteúdos​

Conteúdos recentes

Minha conta